Exercício

PRE-HISTORIA DO BRASIL

Novas datas

Descobertas feitas em sítios arqueológicos de São Raimundo Nonato, no Piauí, mostram que a América foi habitada por seres humanos bem antes do que se pensava.

As descobertas dos sítios arqueológicos de São Raimundo Nonato, no Piauí, contestam a origem e a data da presença do homem na América, No Parque Nacional da Serra da Capivara encontraram-se vestígios de que o homem habitava a região há pelo menos 50 mil anos. As descobertas colocam em dúvida os pressupostos, até há pouco aceitos internacionalmente, de que o homem tenha chegado à América pelo Estreito de Behring, e contestam a hipótese de presença humana no Continente há ape­nas 12 mil anos.

As pesquisas começaram em 1973, três anos depois de, já estabelecida na França como professora da Escola de Altos Es­tudos em Ciências Sociais, vir ao Brasil para examinar sítios ar­queológicos dos quais me haviam sido mostradas fotos, em 1963, pelo então prefeito de São Raimundo Nonato, Gaspar Ferreira. Em Paris, com as fotos das pinturas rupestres da região, conse­guimos que o Centro Nacional de Pesquisa Científica, do gover­no francês, financiasse um projeto de exploração científica da área.

A primeira expedição foi organizada em 1973, com a colaboração de especialistas do Museu Paulista da Universidade de São Paulo. Em três meses foi possível levantar 55 abrigos na­turais. Visitas sucessivas se realizaram até 1978, quando foi criada a Missão Arqueológica Franco-Brasileira do Piauí, com oito es­pecialistas franceses e 14 brasileiros, de áreas diversas. A missão, financiada em parte pelo Ministério de Relações Exteriores da França e pela Escola de Altos Estudos em Ciências Sociais e, pela parte do Brasil, pela Fundação Ford do Brasil, pelo CNPq e pela Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), tornou-se interdisciplinar e conta, atualmente, com 32 especialistas.

Logo após, em 1979, conseguimos que fosse criado o Parque Nacional da Serra da Capivara, o único da caatinga do Pás, através de convênio com o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). Com o tempo, o volume de trabalho e número de membros da equipe crescendo, criamos a Fundação Museu do Homem Americano, que hoje nos ampara nas pesquisas, junto com a Terra Nova, 

uma instituição italiana de desenvolvimento. Mas estamos bus­cando o auxílio de outras instituições para prosseguirmos com as pesquisas.

Comprovada a presença do homem no Piauí há 50 mil anos, o que ainda não se sabe, mas será estudado, é se as popula­ções pré-históricas de São Raimundo Nonato chegaram ao conti­nente sul-americano pelo mar, ou se vieram do norte, passando pela América Central. Que os homens pré-históricos foram capa­zes de navegar não é novidade, pois foi com uso de embarcações que chegaram à Austrália há 70 mil anos.

Desde o início das pesquisas temos sido contestados por céticos, para os quais a teoria da chegada do homem à América pelo Estreito de Behring não admite dúvidas. Por outro lado, recebemos o apoio de um grupo de arqueólogos que defendem a revisão da teoria de Behring e entendem que o homem chegou à América muito antes do que se pensa – numa clara aceitação das conclusões das nossas datações, que fornecem resultados mais antigos que aqueles obtidos na América do Norte.

Hoje, graças ao trabalho desenvolvido em São Raimundo Nonato, a maioria dos americanistas já não duvida de que o ho­mem tenha chegado à América do Sul há, pelo menos, cerca de 70 mil anos.

(Niède Guidon. Jornal da Tarde, 11/12/93)

  1. Por que as descobertas feitas em São
    Raimundo Nonato são importantes?
  2. Quando tiveram início e como se
    desenvolveram as pesquisas no Piauí?
  3. O que ainda não se sabe sobre a chegada
    das populações pré-históricas ao continente
    sul-americano?

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: