EXERCÍCIO

AS CIVILIZAÇÕES DA AMERICA ANTES DA CHEGADA DOS EUROPEUS

Este texto fala da importância da civilização inca na América do Sul. Mostra o que perdura hoje dessa civilização.

A civilização inca dominou a América do Sul até o século XVI

A civilização andina hoje identificada como “inca” du­rou cerca de quatrocentos anos e foi a maior e uma das mais avançadas da América pré-colombiana (anterior à chegada de Cristóvão Colombo, em 1492), dominando vários outros povos – com uma população estimada em pelo menos 12 milhões de pessoas – espalhados numa extensão territorial de 4 800 km no sentido norte-sul, desde o rio Ancasmayo, na Colômbia, até o rio Maule, no Chile.

O termo “inca” significa “chefe” no idioma quíchua e era um título usado pelos dirigentes máximos do subgrupo de fala quíchua que se estabeleceu em Cuzco (Peru) no século XII, e no início do século XV empreendeu uma vasta guerra de con­quista encerrada poucos anos antes da chegada do explorador espanhol Francisco Pizarro (em 1532). Embora dotados de cul­tura elevada (impuseram ao império religião e organização políti­ca altamente elaboradas), os dominadores poucas contribuições deram à arquitetura e a costumes já praticados por civilizações suplantadas (de Tiahuanaco, Chavín, Nazca, Chimu e Paracas, entre outras).

Morras atuais

Mais de metade da população atual do Peru (cerca de 19 milhões de pessoas) descende dos “incas” e seus súditos, entre nativos ou mestiços. Remanescentes desse povo existem também no Equador, Bolívia e Chile, países cujo atual território era em parte ocupado pelo império “inca”.

Os principais centros populacionais dessa civilização eram Cuzco (a capital), Cajamarca, Arequipa, Huaraz, Hánaco, Tarma, Huancavelica, Ayacucho e Machu Picchu, localizadas no atual território do Peru, Quito (no Equador) e Tiahuanaco (na Bolí­via, às margens do lago Titicaca). No entanto, em várias cidades, como Cuzco, grande parte das construções foi demolida ou trans­formada após a ocupação espanhola. Nessa cidade, é comum ve­rem-se casas em estilo hispânico apoiando-se sobre muralhas. Da mesma forma, o templo do deus Inti (Sol, a divindade suprema) foi arrasado e sobre suas fundações assenta-se, há quatrocentos anos, a igreja de Santo Domingo.

Arquitetura sobrevive

Restam muitas ruínas – provavelmente muitas edificações pré-colombianas foram destruídas ou muito danificadas pelo vio­lento terremoto que assolou a região em 1650. Um dos maiores e mais conservados remanescentes da arquitetura “inca” é a for­taleza de Sacsahuamán, em Cuzco, com uma gigantesca e com­pleta muralha edificada com pedras enormes, algumas das quais com peso estimado em 300 toneladas. Outro sítio monumental é a já citada Machu Picchu (“pico velho”, em quíchua), construída em encostas quase inacessíveis dos Andes, nas proximidades de Cuzco. (…)

De modo geral, o material de construção empregado nas regiões montanhosas é a pedra, enquanto nas baixadas litorâneas usava-se o barro (adobe), ainda hoje empregado pela população de baixa renda em construções de estilo provavelmente análogo ao das moradias camponesas da época do inca Huaina Capac e de seus filhos Huascar e Atahualpa, no início do século XV.

(Folha de S. Paulo, 14/5/87)

Suplantada: sobrepujada, superada. Remanescente: restante; aquilo que sobeja ou resta.

QUESTÕES SOBRE O TEXTO

  1. Quantos anos durou, aproximadamente, a
    civilização inca?
  2. O que significa o termo inca?
  3. Quais eram os principais centros
    populacionais da civilização inca?
  4. Que percentagem da atual população do
    Peru descende dos incas e seus súditos?
  5. Em que outros países existem remanescentes
    desse povo?
  6. O que aconteceu em várias cidades dos
    incas após a ocupação espanhola?
  7. O que resta hoje da arquitetura inca?
  8. Qual o material de construção empregado
    pelos incas?

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: